domingo, 18 de outubro de 2009

Nada de novo

A vida é estranha. Hoje me bateu uma tristeza, e sem nenhum motivo em especial. Nada a ver com o pífio desempenho do meu time nos últimos jogos, nada a ver com o azar do Barrichello na corrida de hoje. Isso não me afeta tanto; ao menos, não dessa forma.
Estou deixando a vida passar, perdendo oportunidades que não deveria perder. E é tão fácil falar... Conversei com uma amiga ontem que falou que se arrepende, também, de muita coisa que poderia ter feito no passado mas não fez, e que, como eu, quer a partir de agora poder só se arrepender do que fizer. E, ironicamente, tenho a impressão que ela já está arrependida de ter realizado recentemente uma mudança radical na vida. Justo quando ela age, já dá errado.
Amanhã é segunda-feira, e eu já tenho um "pacote" de mudanças a implantar, a começar por ter um pouco mais de cuidado com a minha saúde. Do jeito que está, não dá. Já adiei o que dava.
Agora vou ler as cem páginas restantes da biografia do Tim Maia, escrita pelo "Nelsomotta". E parar de pensar besteira.

p.s.: O primeiro final de semana sem ela me procurar!! :-)

Nenhum comentário:

Postar um comentário