quinta-feira, 30 de julho de 2009

Nunca é simples...

Parei de enrolar. Quer dizer, saí com ela duas vezes, nos dois últimos finais de semana. Mas não me sinto bem, tenho dificuldade em levar algo que eu sei que não vai dar certo adiante. Eu sei que não vai dar certo porque eu não sinto nada por ela. Ela é muito legal, não tenho nada contra, mas simplesmente não é quem eu procuro, sabe quando "o santo não bate"? E a parte de eu não me sentir bem é porque sinto que estou me aproveitando dela, uma vez que ela demonstra estar muito mais empolgada e querer um relacionamento sério, enquanto eu saio com ela pelo fato de ser conveniente e bom, enquanto estivermos descompromissados e eu não estiver investindo em um relacionamento de verdade. É cruel falar isso, mas é verdade. E eu nunca disse a ela que estava apaixonado ou a iludi dizendo que queria algo sério com ela. Ao menos não menti, apenas calei.

Terminei de assistir à primeira temporada de how i met your mother, e percebi na primeira metade o que alguns amigos que já tinham assistido já sabiam: eu sou o Ted. I overthink. E esse é o meu maior defeito. E pode ser notado até no primeiro parágrafo deste post, uma vez que 90% dos homens estariam só pensando que estão "pegando uma gostosa", com o perdão da palavra, sem se preocupar com as expectativas dela e se o que estão fazendo é sacanagem com ela (bom, quanto à sacanagem, depende de qual dos significados da palavra se escolhe...). Eu penso demais mesmo, mas estou aprendendo a agir mais, acreditando que as consequências não precisam ser sempre as mais desastrosas dentre as tantas possíveis. E está dando certo.

Tirei um dos sisos ontem, o mais simples de tirar, mas o que me incomodava mais. Os outros ficam pra depois da viagem. Ah, a viagem está chegando, e algumas incertezas permanecem. Dentre elas, se vou ficar fora por 15 dias ou por um mês. Um mês seria excepcional. Vou torcer!

terça-feira, 14 de julho de 2009

Minima (não necessariamente nessa ordem)

O mais impressionante é que eu continuo enrolando e ela ainda insiste! hahahhaha... daqui a pouco vai fazer 3 semanas que eu só enrolo... Aiai... Já estou até me sentindo mal...
Engraçado, algumas pessoas confundem as coisas. Bom, eu já fiz isso. Mas tem gente que insiste em agir como se nada houvesse, como se ainda houvesse da parte dela a mesma consideração de outrora, quando a gente realmente conversava. Por culpa dela, foi-se o tempo...
E, mudando a personagem, eu ainda gosto dela. Não sei por que ela ainda me afeta tanto. Eu não consigo esquecê-la, e ainda sonho com ela fazendo parte do meu presente. Dadas as atuais circunstâncias, parece um sonho distante. Se dependesse só de mim, não seria só um sonho. Mas o destino insiste em pregar peças, e nessa eu caí direitinho. D-oh!

Consideração final: eu odeio bóias de carburadores.

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Racional?

Em se tratando de mulheres, a escolha lógica e racional quase nunca é a que eu faço. Qual escolher: a do retorno improvável, a do retorno impossível ou a novidade fácil? Assim parece tão simples, ... mas não é. A novidade, apesar de fácil, não me empolga. Não sei explicar o porquê, mas simplesmente não sinto aquela atração por ela. Já estou enrolando pra sair novamente com ela faz uns dez dias, e as desculpas estão acabando. É, não foi desta vez que conhecer alguém novo ajudou a esquecer o passado. Quem sabe da próxima...
Falando em próxima, não pretendo viajar no feriado. Tenho coisas da viagem de agosto pra discutir e organizar. E, quem sabe, algum barzinho com os fellas...

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Sentimentos antagônicos

Nestes últimos dias o único primo que eu tenho da minha idade está em sampa. Fazia um certo tempo que não o via, e na verdade nós não mantemos um contato frequente. Mas tenho saído com ele e sua namorada estes dias, e tem sido ótimo, nos demos muito bem. Não ficou aquela sensação estranha de quando a gente encontra alguém por obrigação, e se força a puxar assunto e ser agradável. Está sendo natural, um bom papo, passeios divertidos. Ao menos pra mim. Muito bom mesmo, espero poder fazer isso mais vezes. Me deixou feliz.

Por outro lado, continuo me decepcionando com algumas pessoas. Como já disse, eu desisti de criar qualquer expectativa de alguma atitude decente da maioria das pessoas, mas de algumas poucas ainda acho que posso esperar algo. Mas a lista destas últimas está cada vez mais sucinta.

Amanhã vou pro iteriorrrr, volto domingo, espero. Casório, serei padrinho. Overdose de família, mas uma família da qual eu gosto muito. Só espero que eu consiga não ficar muito estressado com algumas coisas que já prevejo que acontecerão. Veremos...