segunda-feira, 29 de junho de 2009

Noivado

Fim de semana cansativo, mas muito bom.

Sexta, Morrison Rock Bar com amigos. Bandas muito boas, uma que tocava rock anos 80/90, e em seguida o mesmo elogiado Pearl Jam Cover que tocou quando fui ao Blackmore. Rock'n Roll, jarra de chopp, bar lotado e boa companhia. Ótimo.

Sábado fui acordado as 9h da madrugada (cheguei em casa as 4:30...) para ajudar nos preparativos do almoço de noivado da minha irmã mais velha aqui em casa. Sim, noiva! Almoço muito legal, família reunida para comemorar, tudo correu muito bem. Noivos felizes, champagne, só alegria! Ao terminar o almoço (que se estendeu até a noite), saí e acabei indo a uma baladinha meio rock underground bem legal, apesar da pista muito pequena. Paredes pretas, roupas em sua maioria pretas. Cerveja gelada e boa companhia, foi tudo ótimo também.

Domingo fui acordado pela primeira vez as 6:30 (após ter ido dormir novamente as 4:30) por uma ligação da minha irmã, a do meio, falando que tinham tentado furtar o carro dela, sem sucesso, e o carro não mais ligava. Veio de guincho pra casa. Acordei de vez as 11:30h e fui levar meus quatro avós pra Santos. Chegando lá, assisti ao jogo do Brasil (pq não jogaram o primeiro tempo como jogaram o segundo???), e vim de volta pra Sampa. Como eu odeio subir a serra de domingo. Todo mundo 20km/h abaixo do limite na faixa da esquerda... Boa parte do tempo eu desisti de esperar e vim pela direita, livre, em velocidade próxima ao limite (próxima não necessariamente abaixo...). Fui direto para o já tradicional chopp dominical, desta vez com quorum menor, mas igualmente divertido. E, próximo à meia-noite, voltei pra casa e resolvi tentar fazer o carro da minha irmã ligar (imagina alguém mexendo na parte inferior do painel, embaixo do volante, de um carro parado na rua a essa hora. Tive sorte de não ter sido preso...). E consegui fazê-lo ligar, sem sequelas. =)

E hoje mais uma ótima notícia: o oncologista aumentou a periodicidade dos exames da Pat pra 6 meses, ante os 3 meses habituais. Bom sinal. =D

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Meio termo

É difícil achar um ponto ideal. Pra mim, ao menos. Eu sempre erro ao falar demais ou ao calar demais. Eu calo quando deveria me impor, o que me faz muitas vezes aceitar coisas que não são de minha responsabilidade ou culpa. Eu sempre fui assim. Com o tempo, tentei melhorar e expor meus pensamentos e opiniões. Muitas vezes funciona, o problema é quando falo mais do que eu deveria. Acabo fazendo uma brincadeira meio pesada com quem não tenho suficiente intimidade, acabo contando mais sobre a minha vida do que eu deveria pra determinada pessoa, acabo magoando quem eu deveria mais prezar. Isso custa caro. Preciso encontrar o balanço ideal logo.

Me sinto mais leve hoje. Aliviado por ter contado pra alguém e feliz por estar sendo verdadeiro e perceber que as coisas fluem, mudam, evoluem. Obrigado por ouvir e não me matar...

terça-feira, 23 de junho de 2009

ACABOU

Senhores, acabou. Finalmente recebi as duas últimas notas que ainda estavam pendentes. Passei. Nem acredito que essa fase acabou. Foi-se a facu.

Além desta ótima notícia, ainda tenho outra: consegui o visto para viajar para os Estados Unidos. É incrível a frescura que é para ter permissão para gastar dinheiro em outro país... Passagem comprada também hoje. Pebble Beach e outros que nos aguardem! Agosto já está aí!

Pretendo não pisar em SBC tão cedo, agora. Só quando for inevitável.

As coisas mudam, ainda bem. E o tempo (lembram dele?) vai ajudando a resolver as coisas.

Se a segunda-feira foi assim, é sinal de que a semana promete.

domingo, 21 de junho de 2009

Uns 20 anos antes, hein?!?!

Acho que nasci na época errada. Gosto de carros antigos, gosto de músicas das décadas de 60/70/80 mais do que das atuais. Gosto de tecnologia, mas o excesso me irrita. Me irrita estar fisicamente com alguém e este alguém estar o tempo todo com a merda do celular na mão, entrando na internet, mexendo num software novo, jogando alguma coisa, trocando sms ou escrevendo algo completamente inútil no twitter. As vezes eu tenho a sensação de que era mais produtivo conversar por msn com a pessoa do que encontrá-la pessoalmente. Algumas pessoas parecem ter uma necessidade constante de lembrar os outros de que elas existem; elas só ficam felizes quando mantêm contato com um monte de gente, não importando se essas pessoas realmente se importam com elas. E esquecem de quem se importa verdadeiramente.
Veja, eu ando com meu celular ligado 24h, quase sempre atendo às ligações ou respondo às sms. Checo e-mails várias vezes ao dia. Mas não deixo de aproveitar o pouco tempo em que posso estar com meus amigos ou com quem quer que seja cuja companhia me agrade para ficar descobrindo novas funções em algum brinquedinho novo. Eu acho que isso não é aproveitar o tempo. Penso que é melhor estar sozinho do que ter que conversar com a parede enquanto a outra pessoa se isola do mundo real dedilhando um gadget qualquer. Pelo menos sozinho não se tem a falsa ilusão da companhia...

As últimas semanas foram muito corridas por causa do tcc. Noites em claro, muito thinner, primer e tinta, mas finalmente acabou. Apesar de ainda estar aguardando duas notas, nas quais creio que não terei problemas, estou começando a sentir que a faculdade acabou. Agora passo de estudante a problema social. Bom, cada um evolui do jeito que dá... rs

Entrevista para o visto pros USA segunda-feira. Espero que a gripe passe até lá, senão serei banido do consulado. Veremos...

sábado, 13 de junho de 2009

12 de junho

Nada como muito Rock'n Roll ao vivo pra se manter alegre no dia dos namorados quando se está solteiro.
Quando se namora, este fatídico dia serve para movimentar o comércio e os serviços e pra garantir ao menos uma noite exclusivamente dedicada à sua amada. Já quando se está solteiro existem 3 opções: ficar na fossa por estar solteiro; tentar arranjar companhia no dia ou simplesmente não dar a mínima. Escolhi a terceira opção. Fossa não é comigo, não estou procurando uma desconhecida, portanto minha escolha foi a opção natural.
Ouvir boa música em ótima companhia. E num lugar que eu não conhecia, muito bom por sinal, e que apresenta algo raro em casas do gênero: ventilação eficiente. Inédito. Tudo bem que o frio colaborou, mas mesmo com neve do lado de fora algumas dessas casas costumam estar mais abafadas que a estação paraíso do metrô na hora do rush em pleno verão. Shows com 3 bandas covers, de boa qualidade. Destaque pra cover do Pearl Jam. Preço, principalmente de couvert, justo. Sim, as manchas na foto são lâmpadas de luz negra. Rock'n Roll no melhor estilo. 'Cause I'm TNT, I'm dynamite.

Quanto à facu, faltam só 2 matérias que eu ainda não sei se passei de P2. Uma vou saber hoje (sábado), afinal a P3 é segunda, e a outra não faço idéia de quando saberei. E tem a expo, é claro. E o modelo em escala pra terminar, book pra imprimir... Mas falta pouco! Só não sei se pra eu acabar a facu ou ela acabar comigo.


domingo, 7 de junho de 2009

Cada uma...

Eu não suporto mais certas atitudes, não tenho mais paciência pra aguentar showzinho. Isso é coisa de adolescente. Já passei dessa fase faz tempo, e não tenho saudade. Não tenho mais tempo pra desperdiçar assim.
Bom, changing the subject, as p2 estão acabando, falta só uma. E, nas notas publicadas, 3x0 pra mim. Segunda deve sair mais duas notas, terça tenho uma prova na qual eu preciso de muita nota e tenho também a segunda prévia do tcc. Se tudo der certo, meu último compromisso na facu será dia 18. Uma data que parecia tão distante mas já "tá aí". E, até lá, vou continuar nesse ritmo frenético.
Cansado, com sono, não dormi quase nada na última noite. E já são quase 3h da manhã. Vou pra minha cama antes que eu durma com a testa no teclado.